capa-021

Bem estar e cuidados com alergia

Espirros constantes, coriza, coceira, desconforto geral. Estes são os sintomas mais comuns de um problema que acomete pessoas de qualquer idade: a alergia. Estima-se que 30% da população sofra com algum tipo de alergia. Com a chegada do inverno, ascrises respiratórias aumentam, principalmente, entre as crianças. Para evitar transtornos e manter o bem estar de toda família o ideal é procurar orientação médica e adotar algumas medidas simples de controlar o ambiente que podem melhorar muito a qualidade de vida dos alérgicos.

Poeira e alergia não combinam. Na maioria dos casos, os ácarospresentes em ambientes empoeirados são suficientes para iniciar o problema. E não é necessário entrar em um porão abandonado para o primeiro espirro acontecer, basta passar um dia sem remover o pó para o sensível alérgico perceber os sinais de desconforto. Varrer apenas não resolve o problema, pois a poeira fica suspensa no ar, o ideal é realizar a limpeza com um pano úmido ou com um aspirador de pó que torna o trabalho mais prático. Também é importante limpar regularmente as hélices dos ventiladores, pois se estiverem sujas, elas ?espalham? a poeira em todo o ambiente ao serem ligadas.

A casa deve estar sempre bem arejada, sem focos de mofo. Travesseiros e colchõesprecisam ser forrados com capas anti-ácaros e deve ser evitado o uso de produtos de limpeza com cheiro forte. Na luta contra os alérgenos, os esterilizadores, umidificadores e purificadores de ar são excelentes aliados. A tecnologia utilizada nestes aparelhos permite a redução de até 99% dos microorganismos presentes no ambiente. Há ainda a opção de ventiladores com função ionizadora que utilizam íons negativos para exterminar os micro poluentes suspensos no ar.

A principal diferença entre os três equipamentos é o tipo de funcionamento, mas o objetivo é o mesmo: criar um ambiente mais saudável, propiciando melhor qualidade de vida para toda família.

Esterilizador: elimina mofo, ácaros, fungos e outros germes, submetendo o ar a temperaturas elevadas, promovendo a limpeza gradativa do ambiente.
Umidificador: indicado para alérgicos e pessoas que residam em cidades de clima muito seco como, por exemplo, Brasília. Ambientes com baixa umidade ocasionam desconforto mesmo em quem não tem problemas de alergia, causam irritação nos olhos e vias respiratórias e até pequenos sangramentos nasais. O umidificador mantém a umidade relativa do ar em níveis adequados, aliviando o mal estar e filtrando o ambiente.
Purificador: neste aparelho o ar é aquecido e resfriado em seguida. Este processo remove as impurezas e evita o contato com os alérgenos.

Mas, o que é alergia?

A alergia é resultado do funcionamento exacerbado do sistema imunológico. Para se manter saudável o corpo humano possui um sistema de alerta que é acionado sempre que algum agente estranho tenta penetrá-lo. Desta forma, quando, por exemplo, o vírus da gripe entra em contato com o seu organismo ocorre a chamada resposta imune, ou seja, os anticorposentram em ação para evitar que a doença se instale.

Nos alérgicos o sistema imunológico é muito mais sensível que o normal e, por isso, substâncias inofensivas à saúde como o pólen das flores, o ácaro da poeira e os pelos dos animais também desencadeiam uma resposta imune. As matérias que ocasionam as crises alérgicas como mofo, ácaro, pólen, medicamentos ou alimentos, são denominadas de alérgenos. Quando uma pessoa alérgica entra em contato com seu respectivo alérgeno surgem os primeiros sintomas: coriza, tosse, lacrimejamento, irritação na pele.

Todas as alergias são iguais?

Assim como cada um tem sua própria personalidade, as alergias também variam de pessoa para pessoa. Somente com uma avaliação médica especializada e a realização de testes alérgicos é possível identificar a causa da alergia e iniciar o tratamento mais adequado.

As alergias podem ser:

– Respiratórias: Rinite, asma, sinusite e bronquite são os tipos mais comuns de alergia respiratória. Nestes casos, ácaros, fungos, produtos de limpeza ou perfumes com cheiros fortes, mudanças bruscas de temperatura, pelos de animais e fumaça de cigarro são os principais fatores desencadeantes de crise. Os sintomas variam de coceira nos olhos, nariz, e garganta; chiado no peito; congestão nasal; coriza e tosse à falta de ar e dor de cabeça.

– Cutâneas: existem substâncias químicas em cosméticos, bijuterias e produtos de limpeza que podem ocasionar alergia em algumas pessoas, gerando irritação, coceira e ardência na pele.

– Alimentares: crustáceos, cereais, amendoim, laticínios e ovo são os alérgenos mais comuns. Quando, por exemplo, um alérgico a camarão ingere este alimento pode ocorrer coceira pelo corpo, vômito, dificuldade para respirar e inchaço do rosto.

Como posso evitar as crises

Seguir corretamente as orientações médicas, utilizar umidificadores de ar, manter o ambiente sempre limpo e arejado e evitar ao máximo o contato com os agentes causadores do seu tipo de alergia são a melhor forma de reduzir os sintomas. Siga estas dicas:

– Troque a roupa de cama semanalmente.

– Cubra travesseiros e colchões com capas anti-ácaros.

– Evite travesseiros e edredons de penas.

– Retire cortinas, carpetes, tapetes, livros e bichos de pelúcia do quarto do alérgico. Assim, você estará reduzindo os locais para acúmulo de ácaros, fungos e outros microorganismos.

– Não fume e evite ficar próximo a fumaça do cigarro.

– Ventiladores e aparelhos de ar-condicionado devem ser limpos regularmente para evitar o acúmulo e propagação de microorganismos.

Fonte: magazineluiza.com.br/portaldalu

  • imp

    Quem coloca Implante Coclear, volta a ouvir normalmente?

  • ronco-na-infancia

    Atenção ao Ronco do Seu Filho

  • jj (2)

    Teste da Orelhinha com Otoemissões Acústicas

  • klk

    Hiposmia: Diminuição do Olfato

  • women-with-headache1

    Sentir dor é sinal de que o corpo precisa de cuidados!