Timpanomastoidectomia

timpano

A cirurgia é indicada para o tratamento de doenças como Colesteatoma, provocado pela má ventilação pela tuba auditiva durante a infância. A timpanoplastia é a cirurgia realizada para corrigir uma perfuração timpânica através do uso de um enxerto.Quando existe uma interrupção da cadeia ossicular, faz-se esta correção usando também cartilagem, osso ou material sintético, no mesmo tempo cirúrgico ou em segundo tempo. Procura-se assim tratar o problema crônico e o déficit auditivo.

Quando há colesteatoma (neoplasia epitelial benigna de característica destrutiva), a cirurgia é mais extensa. Assim, em determinados casos realiza-se a masteidectomia radical, com a derrubada de parede posterior do conduto auditivo externo e o alargamento do conduto.Nestes casos, durante meses ou anos, existirá ainda secreção no ouvido, necessitando curativos e cauterizações e, mais raramente, outras cirurgias. Trata-se de uma cirurgia exploradora, ou seja, é impossível se prever exatamente quais alterações serão encontradas no ouvido.Portanto, muitas decisões podem e devem ser tomadas durante a cirurgia, sem que seja possível solicitar o consentimento específico para proceder aos tratamentos necessários, como retirada de estrutura, colheita de material e enxertias e interposição de próteses para reconstrução da cadeia ossicular, o que pode impedir que o resultado final seja o esperado e desejado.