Timpanoplastia

tim

O que é a timpanoplastia?

Timpanoplastia é um procedimento que repara ou reconstrói uma perfuração (“buraco”) na membrana do tímpano, é realizada para ajudar a restaurar audição normal e prevenir infecções de repetição do ouvido.

O que o paciente sente quando tem perfuração do tímpano?

Os sintomas podem ser saída de pus ou sangue pelo ouvido, perda da audição, tontura quando água entra dentro do ouvido e freqüentes infecções de ouvido.

Quando a timpanoplastia é indicada?

Uma timpanoplastia é recomendada quando a membrana timpânica está perfurada associada a uma perda da audição ou infecções de repetição.

Quando a cirurgia deve ser adiada?

Infecção ativa do ouvido.

Como é realizada a timpanoplastia?

A timpanoplastia pode ser realizada com anestesia geral (em crianças) ou com anestesia local (em adultos). Um corte (incisão) é feito atrás da orelha, a orelha é levada para frente, e então a membrana do tímpano é exposta com cuidado, e o ouvido médio (cadeia de ossículos) é examinado. Também a cirurgia poderá ser realizada através do canal do ouvido, sem cortes atrás da orelha; a escolha da via (através do canal ou atrás da orelha) dependerá do tamanho e da localização da perfuração da membrana do tímpano. O local que possui a perfuração na membrana do tímpano é então limpo (debridado), um pedaço de fáscia (que é um tecido que fica abaixo da pele) é retirado de trás da orelha e colocado abaixo do “buraco” (perfuração) da membrana do tímpano para criar uma nova membrana sem defeitos. Este tecido é chamado de enxerto. O enxerto possibilita que uma nova “pele” cresça e feche então a perfuração existente na membrana do tímpano. Este procedimento dura cerca de 60 a 120 minutos.

Quais são as possíveis complicações?

Devido ao fato que esta cirurgia é feita em locais dentro e ao redor do ouvido, existem riscos especiais em adição aos riscos existentes em qualquer cirurgia (infecção e sangramento). Assim informamos algumas complicações, que podem ocorrer, apesar de serem raras:
•   Perda da audição – A timpanoplastia é feita para ajudar a melhorar o nível de audição até uma faixa normal. Entretanto, algum grau de perda de audição (mais comum quando é necessário manipular os ossículos do ouvido) pode ocorrer após a cirurgia.
•   Paralisia facial – Devido ao fato do nervo facial passar bem perto do local da cirurgia, lesões deste nervo apesar de incomuns (raras), podem ocorrer. Isto pode resultar em fraqueza temporária dos músculos da face e perda do gosto em um lado da língua.
•   Tonturas – Esta complicação após a cirurgia é rara. Caso ocorra comunique seu médico para a prescrição de medicação adequada.
•   Perda do enxerto – Devido ao fato que esta operação envolve a colocação do enxerto (já explicado anteriormente), muito raramente este tecido pode não sobreviver por tempo suficiente até que todo o buraco na membrana do tímpano esteja totalmente recoberto pelo crescimento da nova membrana. Neste caso, outra operação pode ser necessária. Devido ao fato que a taxa de sucesso da timpanoplastia ser muito alto, uma re-operação também tem uma taxa de sucesso bastante alta.

Quais são os cuidados no pós-operatório?

Após a cirurgia, às vezes é necessário que se coloque uma faixa em volta da cabeça, a qual é retirada de 24 a 48 horas da cirurgia. Após a alta hospitalar (geralmente no mesmo dia), o médico prescreverá medicamentos os quais deverão ser tomados rigorosamente durante os horários prescritos para que a cirurgia tenha sucesso.
É colocado dentro do ouvido operado um pequeno tampão, o qual é retirado pelo médico, após 5 dias da cirurgia. Após a retirada do tampão, é iniciado a aplicação de antibióticos otológicos (em gotas), é importante não deixar molhar o ouvido e evitar fazer esforços que levem a um aumento de pressão no ouvido (ex. carregar peso, fazer abdominais, etc).