Tratamento para roncos

ronco

O que é

Quando inspiramos o ar enquanto dormimos, se há um estreitamento das vias aéreas, ocorre uma vibração das estruturas que fazem parte destas vias, vibração esta que gera o ruído conhecido popularmente como ronco.

Causas do ronco:

Uma das principais causas do ronco é a interação de fatores anatômicos individuais, como tamanho das narinas ligado a outros fatores como obesidade.

Maus costumes como fumar, tomar bebidas alcoólicas em excesso e comer demasiadamente antes de dormir também podem ser causas do ronco ou contribuir para que a pessoa ronque durante a noite.

Sintomas

Os sintomas do ronco são muito semelhantes aos da apnéia:

  • Sono não reparador
  • Despertar noturno freqüente
  • Distúrbios cognitivos como: dificuldade de memória, concentração e atenção
  • Irritabilidade
  • Fadiga
  • Sonolência Diurna Excessiva

Paciente com ronco, mesmo sem apnéia, também podem apresentar maior propensão a acidentes de trânsito e de trabalho e ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Tratamento do ronco

O tratamento do ronco envolve a adoção de medidas clínicas como suspender o uso de álcool e de algumas medicações relaxantes (benzodiazepínicos, narcóticos, barbitúricos), evitar dormir de barriga para cima e emagrecer.

A fisioterapia para fortalecimento da musculatura da garganta também pode ser muito útil.

Se existirem problemas otorrinolaringológicos que possam estar colaborando com a piora do ronco como hipertrofia das conchas nasais, desvios septais, alergias (rinites), deformidades, pólipos, tumores, hipertrofia adenoamigdaliana, deverão ser tratados.

Em alguns casos pode ser indicado o uso de aparelhos intra-orais. Estes aparelhos são construídos de modo a posicionar a mandíbula mais para a frente, possibilitando que a passagem do ar na garganta fique desobstruída. O aparelho é usado na hora de dormir e funciona avançando a mandíbula para frente e mantendo-a nesta posição. Isto aumenta a abertura para a passagem do ar e evita que a língua vá para trás durante o sono.

Em cada caso o tratamento deve ser orientado de acordo com as necessidades individuais de cada paciente.