Tratamentos e cirurgias a laser

Untitled 7

O laser de CO2 é empregado em múltiplas patologias, desde a extirpação de pequenas lesões até a tonsilectomia. O importante é que haja uma completa exposição das lesões e que elas sejam removidas in totum, com margens de segurança e sem que a lesão seja vaporizada. Em diversos problemas relacionados à otorrinolaringologia o laser pode ser utilizado no tratamento, como nos casos abaixo:

Laser em otologia (doenças do ouvido)

Técnica precisa, de não contato e com perfeito controle das estruturas do ouvido médio, facilitando as operações revisionais e reduzindo a incidência de lesão do ouvido interno.

Laser na laringe (doenças da garganta)

O uso do laser de CO2 na laringe representa um marco pioneiro na utilização dos raios em laser em Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Através destes anos, aperfeiçoamentos técnicos foram surgindo e a precisão do uso do laser na laringe foi se tornando cada vez mais clara. A diminuição do sangramento, menor edema (inchaço) pós-operatório com recuperação da qualidade vocal mais rápida.

Laser no nariz e seios paranasais

O tratamento da obstrução nasal com raios laser vem se tornando um processo cada vez mais frequente. Principalmente a redução das conchas nasais inferiores nas “Rinites Crônicas Hipertróficas” representa método simples e efetivo, realizado ambulatorialmente, sob anestesia local, sem sangramento, não necessitando de tamponamento nasal.