Paralisia facial

A paralisia facial ocorre quando há uma paralisia total ou parcial de alguns músculos responsáveis pelos movimentos da expressão facial, causada por problemas nos nervos, tornando os músculos fracos e flácidos. Geralmente, a instalação desta paralisia costuma ser rápida e unilateral.

Como é uma disfunção que acontece no rosto, muitos pacientes sentem dificuldade (em maior ou menor grau) para realizar movimentos como piscar ou fechar os olhos, erguer a sobrancelha, franzir a testa ou sorrir. E existem diversos graus desse problema, ele pode acontecer de repente ou gradualmente durante anos e, dependendo da causa, pode durar pouco ou muito tempo. Em alguns casos o rosto pode não voltar ao normal.

Existem várias doenças e condições que podem causar paralisia facial, embora na grande maioria dos casos ela não tenha uma causa aparente. Quando ela acontece de uma hora para a outra, as causas podem ser paralisia de Bell, infecção ou inflamação no nervo facial, trauma na cabeça, infarto, problemas de ouvido, hipertensão, entre outros.

O tratamento da paralisia facial inclui o uso de medicamentos e fisioterapia. Não existe uma conduta terapêutica padrão, tudo depende do tipo e extensão do dano sofrido pelo nervo facial, das condições clínicas e da idade do paciente.

Quando o sintoma surge de repente, é importante procurar um serviço de atendimento de emergência para que o caso seja avaliado e se realizem os procedimentos necessários. Já no caso de sentir uma paralisação gradual da face o médico deve ser comunicado o quanto antes, já que em ambos os casos, quanto mais cedo for tratado o sintoma, maiores são as chances de recuperar completamente ou então deixar menos sequelas.

  • Paralisia facial

  • Você sabe quando deve procurar um Otorrinolaringologista?

  • Posso ter bicho de estimação mesmo tendo rinite alérgica?

  • As principais causas da perda auditiva

  • Disfonia

  • Labirintite