Atenção ao Ronco do Seu Filho

Um suspiro mais alto, uma respiração mais profunda e, de repente, um barulho mais forte. Ouvir seu filho roncar pode revelar uma série de problemas, e quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais eficiente será o tratamento. O mais importante é identificar por que a criança está roncando.

O que provoca o problema é a obstrução das vias aéreas. E essa obstrução pode ser causada por vários motivos, como alergias – a poeira, por exemplo -, e infecções – na amígdala ou na garganta. É preciso observar a periodicidade do ronco, como e quando acontece. E perceber se há outros fatores associados, como sono agitado e baba. O cansaço e a obesidade são outras causas possíveis, pois a musculatura fica mais frouxa e acaba dificultando a respiração. Outros motivos que podem levar ao ronco é o uso excessivo de chupetas e mamadeiras. Isso porque os bicos podem alterar a arcada bucal das crianças. Esses acessórios tornam o palato (céu da boca) mais profundo e, mudando seu formato, a passagem do ar fica prejudicada.

Além de atrapalhar o sono da criança (e da família toda), o ronco traz outros problemas. Ao respirar pela boca durante a noite, a criança pode acordar com dor de garganta e sentir muito desconforto. Resultado: mais cansaço, mau humor e até uma queda no rendimento escolar. Por isso, ao ouvir o primeiro ronco do seu filho, procure um otorrino pediatra para que ele investigue e comece o tratamento adequado para o problema que está levando a criança a roncar.

  • Doenças do inverno

  • Você sofre com Apneia Obstrutiva do Sono?

  • Dor de garganta: um alerta de que algo está errado!

  • Quem coloca Implante Coclear, volta a ouvir normalmente?

  • Atenção ao Ronco do Seu Filho