Tumor Intranasal

o-que-fazer-quando-sai-sangue-pelo-nariz

A cirurgia é o tratamento essencial para os tumores da cavidade nasal e seios paranasais. Se a doença se espalhou para os gânglios linfáticos do pescoço, o cirurgião removerá os linfonodos realizando o esvaziamento cervical. Muitas vezes, a cirurgia é realizada em combinação com outros tratamentos, como radioterapia para um melhor resultado.

A área em torno da cavidade nasal e dos seios paranasais tem muitos nervos importantes, vasos sanguíneos e outras estruturas. O cérebro, olhos, boca e carótidas (artérias que fornecem sangue ao cérebro) também estão próximos, tornando o planejamento cirúrgico complexo.

O objetivo da cirurgia nestas áreas é retirar todo o tumor e uma pequena quantidade de tecido normal adjacente, mantendo a aparência e suas funções, como a fala, respiração, mastigação e deglutição, tão normais quanto seja possível.

Infelizmente, estes tumores, muitas vezes já acometem o olho ou a órbita no momento do diagnóstico. Mas, na maioria das vezes o olho pode ser preservado, embora algumas vezes toda a órbita precisar ser removida para se obter uma melhor possibilidade de cura.

Dependendo da extensão da cirurgia, a aparência pode ser alterada, o que pode variar desde uma pequena cicatriz até alterações mais extensas, principalmente se nervos, partes ósseas ou outras estruturas foram acometidos e removidos. É importante conversar com o médico antes da cirurgia sobre as possíveis alterações na aparência e as opções disponíveis para reconstrução.

Câncer da Cavidade Nasal

Os tumores da cavidade nasal são muitas vezes retirados por excisão local ampla, o que implica na remoção do tumor e de uma área de tecido normal adjacente, com o objetivo de não deixar células cancerígenas remanescentes.

Se o tumor está localizado na parede divisória da cavidade nasal (septo nasal), às vezes, parte ou todo o septo será removido.

Se o tumor está localizado na parede lateral da cavidade nasal, muitas vezes esta parede terá que ser removida por um procedimento denominado maxilectomia medial. Se o tumor já atingiu a pele ou camadas mais profundas invadindo o tecido externo do nariz, parte (ou totalidade) do nariz poderá ser removida. Existem muitas maneiras de reconstruir o nariz a partir dos tecidos faciais adjacentes.

Câncer de Seios Paranasais

O tipo de cirurgia realizada para tumores dos seios paranasais dependem do tipo do tumor, localização, tamanho e acometimento de outras estruturas.

Se o tumor é pequeno ou benigno é realizada uma etmoidectomia externa. O cirurgião fará uma incisão no lado superior do nariz ao lado da pálpebra superior, removendo o osso no lado interno da órbita e do nariz para atingir os tumores no interior dos seios etmoidais.

Se o tumor também envolve o seio maxilar é realizada uma maxilectomia. O tipo de maxilectomia depende da localização do tumor e se ele envolve os tecidos adjacentes. O cirurgião pode fazer uma incisão do lado do nariz e da sobrancelha à pálpebra superior, ou a incisão pode ser feita sob o lábio superior Este procedimento pode retirar o osso do palato duro, os dentes superiores de um lado da boca, parte ou a totalidade da órbita, parte do osso da face e parte óssea superior do nariz.

Se o tumor envolve os seios etmoidais, seios frontais e/ou seios esfenoidais é realizada uma ressecção craniofacial. Este procedimento é similar a maxilectomia exceto que podem também ser retiradas a parte superior da cavidade ocular e a parte anterior da base do crânio. Esta é uma cirurgia ampla que envolve uma equipe cirúrgica composta por otorrinolaringologista e neurocirurgião.