Z9HDdd1 (2)

Polipose Nasal

A polipose nasal é um processo inflamatório crônico da mucosa nasal que acomete cerca de 0,5% da população.

Ao exame físico os pólipos nasais são moles, translúcidos, pálidos e não sangrantes. Aparecem nas duas narinas e são insensíveis ao toque. Sua descoberta remonta ao Egito antigo, que a eles se referiam como “uvas descendo pelo nariz”. Depois vamos encontrar novos relatos durante a Grécia Antiga, a Idade Média, mais recentemente com o avanço tecnológico, seu tratamento foi revolucionado e tornou-se menos invasivo.

É importante diferenciar a polipose nasal de outros tumores nasais e condições e o médico otorrinolaringologista deve ficar atento.

A associação da polipose nasal com algumas condições deve sempre ser lembrada e abaixo sucintamente citarei:

  • Intolerância a salicilatos –nesta condição a polipose geralmente aparece após os 30 anos de vida e é precedida por uma asma de difícil controle. O ácido acetilsalicílico (composto da AspirinaR), assim como os demais antiinflamatórios não deve ser usados. Lembrar que estes compostos também são encontrados em antigripais, sal de frutas. Os salicilatos são também quimicamente similares ao corante amarelo (tartrazina) encontrado nos mais variados alimentos que também não devem ser ingeridos.
  • A alergia tem sido relacionada como fator causal da polipose, mas já se sabe que a polipose nasal não é uma manifestação da alergia, porém a chance de retorno da polipose no pós-operatório é maior nos pacientes alérgicos.
  • Recentemente a comunidade médica reconheceu uma entidade clínica, a rinossinusite fúngica alérgica, que frequentemente é associada à polipose nasal. Acontece por uma sensibilidade aumentada dos pacientes aos antígenos de determinados antígenos. Não existem achados característicos nos exames de imagem convencionais e seu diagnóstico deve ser lembrado quando durante a cirurgia é encontrado um muco espesso característico.
  • Outras associações mais raras também devem ser lembradas como Fibrose cística, arterite de Churg-Strauss, síndrome de Kartagener (doença genética rara que ocorre devido à alteração dos cílios respiratórios) e de Young.

O tratamento de escolha é o cirúrgico com o uso da técnica endoscópica que tem o objetivo de restabelecer as propriedades funcionais do nariz, retirar o pólipos nasais e a drenagem dos seios da face com menor.

 

Texto: Dr. Márcio Niemeyer – CRM 16757/GO – RQE 8269

  • imp

    Quem coloca Implante Coclear, volta a ouvir normalmente?

  • ronco-na-infancia

    Atenção ao Ronco do Seu Filho

  • jj (2)

    Teste da Orelhinha com Otoemissões Acústicas

  • klk

    Hiposmia: Diminuição do Olfato

  • women-with-headache1

    Sentir dor é sinal de que o corpo precisa de cuidados!