RINOPLASTIA NO “NARIZ NEGRÓIDE”

Os pacientes que apresentam narizes com características étnicas afrodescendentes apresentam algumas peculiaridades quando comparados aos narizes caucasianos.
Geralmente a pele é grossa (sobretudo na ponta nasal), as cartilagens são finas e frágeis, a ponta nasal costuma ser hipoprojetada, o dorso nasal geralmente é baixo e a base alar (chamada algumas vezes de “aba nasal”) geralmente é bem larga, deixando as narinas grandes.
Feita toda esta análise e este diagnóstico, o profissional deve ter habilidade o bastante para saber corrigir essas alterações estéticas.
Deve-se definir e projetar a ponta e o dorso. E pra isso, na maioria dos casos contamos com o auxilio de enxertos, que são confeccionados a partir da cartilagem do próprio paciente (geralmente do septo nasal). O estreitamento da base alar consegue-se através de incisões nas asas nasais, reduzindo também o tamanho das narinas. Osteotomias (fraturas) podem ser necessárias com o intuito de estreitar a base nasal óssea.
O profissional deve sempre ter em mente que forma e função nasais são inseparáveis. Portanto qualquer alteração que possa causar obstrução nasal deve ser corrigida no mesmo ato cirúrgico, através de septoplastia (correção do desvio de septo) e/ou turbinectomia (cirurgia dos cornetos nasais).
Autor: Dr. Pedro Ivo Antoniazzi Paulin
CRM: 17.492
RQE: 8618

  • Pastilhas curam dor de garganta?

  • Principais causas das dores de ouvido

  • Paralisia facial

  • Você sabe quando deve procurar um Otorrinolaringologista?

  • Posso ter bicho de estimação mesmo tendo rinite alérgica?

  • As principais causas da perda auditiva